Operacional: deixe tudo nos trinques!

  • Você já deve ter pensado num nome bem legal para a sua loja. Se você ainda não tem um domínio próprio, pode ser legal conferir se há algum disponível e investir num endereço que ajude a localizar sua loja mais facilmente.
  • Dê uma olhada nos seus produtos: depois de pensar bastante nos fornecedores e na demanda, veja se todos os produtos cadastrados estão bem descritos (com todas as informações essenciais), e confira as tags que você usou (lembre que elas ajudam as pessoas a encontrarem sua loja!).
  • Pense em como você vai monitorar e organizar seu estoque, na hora que começarem a aparecer os pedidos (e, acredite, eles vão vir em grande quantidade!). Depois, confira as especificações dos produtos (tamanho, peso, quantidade) e deixe tudo acertado para não ter problema com o cálculo do frete posteriormente.
  • A embalagem é a primeira impressão que o cliente vai ter do seu produto. Dê uma atenção especial a essa parte: dá pra pensar em detalhes legais sem gastar muito dinheiro (até um cartão de agradecimento escrito à mão, nessa hora, pode fazer seu cliente morrer de amores!).

Liberte o artista que vive dentro de você

  • As fotos dos seus produtos são a maior vitrine que sua loja virtual pode ter. E (infelizmente) uma foto ruim pode fazer com que você perca várias vendas. Por isso, certifique-se de que suas fotos estão bem tiradas e mostram com fidelidade o seu produto.
  • Você mesmo pode fazer as fotos (até com um smartphone!): certifique-se de que há bastante luz, procure fazer uma composição legal (ou usar modelos para mostrar melhor seu produto), providencie um fundo legal… O ideal é ter ao menos uma foto em fundo branco, uma do seu produto sendo utilizado por alguém e uma que o mostre em escala, perto de outros objetos (para ninguém ter dúvidas quanto ao tamanho dele).
  • Mas, calma, não deixe aquele artista ir embora ainda: agora, é hora de passar um pente fino no layout da sua loja e se assegurar de que tá tudo bem bonito (seu tema também é parte da vitrine, certo?). Confira também as categorias, para ter certeza de que estão organizadas corretamente.
  • Ter uma marca posicionada, com uma identidade visual consistente, deixa sua loja bem mais profissa. E lojas mais profissas vendem mais! Seu tema vai ficar ainda melhor com um logo bem bonito. O ideal é procurar ajuda profissional para isso, mas enquanto a grana estiver curta, você pode improvisar com alguns serviços da interwebs.

Dê a letra

  • O Sobre é o texto que não pode faltar na sua loja! Nele, vale falar um pouco sobre quem você é, por que abriu essa loja e como sua marca se diferencia das outras (conta historinha mesmo, as pessoas adoram saber mais sobre isso!). Coloque também um meio de contato para os clientes (telefone, email etc.).
  • Se você tiver um press release pronto, pode enviá-lo para blogs e revistas. Quanto mais legal for sua história, maiores as chances deles divulgarem sua loja nova! Conte (em um texto breve, de dois ou três parágrafos) o que sua loja vende e como ela vai ajudar a melhorar a vida de todo mundo.
  • Revise os Termos de Uso da sua loja e a Política de Trocas e Devolução. Se precisar, dê uma olhada no Código de Defesa do Consumidor para deixar sua loja dentro da lei e evitar problemas lá na frente.

Conte pra todo mundo sobre essa loja nova!

  • Comece a divulgar sua loja com uma fanpage no Facebook. Você pode até montar a fanpage antes de sua loja estar pronta e soltar teasers que deixem as pessoas bem ansiosas para poder comprar.
  • O Facebook é quase unanimidade, mas você deve pensar bem em quais redes sociais faz mais sentido ter perfis para a sua loja (algumas funcionam melhor que outras, dependendo do seu conceito). Dá pra montar perfis no Twitter, Instagram, Vine, Pinterest, Snapchat
  • Vídeos são ótimas ideias para divulgar sua loja. Você pode usar o Youtube para divulgá-los e, se o vídeo for bem legal, ele pode acabar alcançando um público bem maior que o seu alvo.
  • Ter um blog também é uma ótima ideia, porque vai trazer pessoas para a sua loja virtual através do conteúdo. O blog segue a linguagem da sua marca e é legal fazer, junto com ele, um plano de conteúdo que te ajude a postar sempre coisas interessantes e relacionadas à sua loja.
  • Outra ferramenta que é tiro e queda na hora de conseguir mais visitas para a sua loja é o email marketing. Com ele, você atinge um público bem mais interessado na sua loja e pode fazer promoções exclusivas.
  • Como você não gastou nada em mensalidades e planos para montar sua loja virtual, pode investir em campanhas na internet. O Facebook Ads e o Google Adwords são boas opções e podem te trazer um retorno bem legal em vendas com um investimento bem baixo.
  • Mas, se você não quiser gastar nenhum dinheiro com propaganda agora, pode otimizar a sua loja usando táticas de SEO para ficar melhor posicionado nas buscas orgânicas.
  • Agora, de nada vai adiantar você investir em campanhas e no sucesso da sua loja sem saber direito como medir esse sucesso. Você já deve ter pensado em algo como um Plano de Negócios; mas pense também em indicadores que te digam se as coisas estão indo bem (número de vendas no mês, número de visitas etc.) e passe a monitorar esses indicadores (pode ser com uma planilha ou tabela mesmo).
  • O Google Analytics também te dá informações preciosas sobre sua loja virtual. Configure o código do Analytics em sua loja e acompanhe as vendas e acessos. Ter essas informações é essencial para depois poder fazer testes A/B e continuar otimizando sua loja.

Resumindo – um checklist para servir de guia

Encontrou sua resposta?