Quando você tem uma loja virtual, fica familiarizado com várias métricas de desempenho diferentes. Todos esses números – que podem aparecer sob a forma de ‘taxa de conversão’, ‘ticket médio’ ou ‘visitas únicas’, por exemplo – ajudam a medir e determinar o sucesso da loja virtual, auxiliando bastante na hora de montar planos de ação para o futuro do seu ecommerce. Só que, muito além de manter controle de algumas métricas, o que determina se sua loja vai fazer mais ou menos sucesso é o que você faz com elas ao analisar e montar planos de ação baseados no que os números apontam. Isso é o que separa os homens dos meninos, o que levanta o verdadeiro empreendedor de entre a carne seca etc. etc. É bem importante.

Quando abre uma loja virtual na minestore, você já ganha todas essas métricas ali, direto, sempre que fizer login no painel administrativo (eeee ganha a gente iluminando um pouco esse caminho tortuoso e ajudando a lidar com todos esses números). É uma imagem mais ou menos como essa aqui:

Lá no canto superior direito, você pode selecionar vários períodos diferentes para analisar os números de cada um deles. Isso é legal porque dá uma ideia boa de toda a trajetória da sua loja virtual desde o início. (Aí, quando bater aquele desânimo, você vai lá e vê quão longe já chegou :}). São quatro as seções principais do dashboard, cada uma priorizando uma métrica diferente:

– Vendas: bastante autoexplicativo, né? Nesse gráfico, você confere o faturamento total da sua loja em reais – sem contar, aqui, o valor do frete, mas apenas o valor dos produtos vendidos –, o número de pedidos e o ticket médio. Assim, quando fizer alguma ação promocional que tem como objetivo aumentar o valor médio dos pedidos, já pode acompanhar tudo por ali bem mais facilmente.

– Visitas: aqui, você confere o número de visitas (que se refere à quantidade de acessos que sua loja virtual teve) e a quantidade de visitantes únicos (que considera o número de pessoas que acessaram sua loja virtual, ainda que mais de uma vez).

– Conversão: essa seção torna bem claro o conceito de funil de conversão de que a gente tanto fala por aqui. Você pode acompanhar do número de visitantes até quem colocou produtos no carrinho, foi até o checkout e finalizou a compra. Assim, pode entender melhor se há falhas em algum dos pontos do funil (por exemplo, ‘por que as pessoas seguem para o checkout, mas não finalizam a compra?’) e já sabe como lidar melhor com isso (enviando um email com códigos de desconto, por exemplo).

– Ranking de produtos: o que faz mais sucesso na sua loja virtual? Aqui, é possível acompanhar o ranking mensal e descobrir em que produtos você pode colocar mais foco, fazendo promoções especiais, direcionando os anúncios pagos ou desenvolvendo novos produtos que também servem àquele nicho específico.

Encontrou sua resposta?